A maioria das embreagens é fornecida com a mais alta tecnologia, sob rigorosos padrões de qualidade. Porém, para que o consumidor obtenha sua máxima performance alguns cuidados imprescindíveis no manuseio e armazenamento de embreagens e amortecedores devem ser tomados.
Apesar da aparência robusta as embreagens possuem alguns componentes sensíveis como, por exemplo, as molas de retrocesso do platô que quando deformadas devidas a impactos na peça causarão dificuldade de engate.
Ao armazenar as embreagens, utilizando empilhamento horizontal excessivo, toda a carga suspensa irá concentrar-se nas peças inferiores causando deformações.
Para evitar esse problema recomenda-se o empilhamento vertical, por exemplo, para o caso dos discos de embreagem e kits da linha leve.
Problemas como desbalanceamento do platô e disco, ou desalinhamento da placa de pressão, são comumente constatados devido a impactos no manuseio ou armazenamento incorreto.
 

 5 erros no manuseio e armazenamento das embreagens:

• Arremessar a embreagem;

• Encaixar forçadamente;

• Armazenar em lugar desprotegido;

• Rolar a peça;

• Empilhar muito alto.

Instalação da Embreagem:

Até chegar às mãos do aplicador, a embreagem é transportada e manuseada por vários intermediários podendo sofrer impactos e eventuais danos.
Por esse motivo, o profissional aplicador deve verificar e testar a embalagem, antes da instalação, prevenindo assim várias inconveniências.
 

1)Prefira peças de qualidade sobre todas as outras:

2) Evite impregnação com óleo ou graxa:
• é importante que as mãos estejam isentas de óleo ou graxa para manusear o platô e o disco. Verifique também as condições do retentor volante e do retentor do eixo piloto, e troque-os se necessário.

3) Verifique sempre se a embalagem está isolada:
• a embalagem lacrada é a sua garantia de que não estão faltando componentes, e evita o risco de adquirir peças falsificadas.

4) Verifique as condições do volante antes da instalação:
• o volante deve estar isento de empenamento, trincas e espelhamento. Caso necessário, faça a usinagem do volante. Em caso de volante pote, lembre-se de usinar as duas faces.

5) Não coloque o platô com as molas de retrocesso deformadas ou quebradas.

6) No caso de veiculos com funcionamento por atuador hidraulico, verificar se o mesmo não há vazamentos no cilindro mestre e cilindro auxiliar.

Problemas com Lubrificantes

A impregnação do disco de embreagem por óleo ou graxa poderá ocasionar perda de potência devido a patinação, ou vibrações indesejáveis no veículo em função da trepidação.
Cuidados na Montagem visando evitar a impregnação do disco da embreagem:

• Utilize graxa grafitada ao lubrificar o estriado do eixo piloto, para evitar escorrimentos em função da força centrífuga exercida pelo motor, o que poderia gerar a contaminação do disco de embreagem;

• Aplique apenas uma pequena quantidade de graxa no estriado, suficiente para o livre deslizamento do disco;

• Deslize o disco do início ao fim do estriado; repita esta operação uma ou duas vezes para obter uma melhor distribuição do lubrificante;

• Retire o excesso de graxa, utilizando um pano que não solte fiapos.

 

O que prejudica sua Embreagem?

Existem diferentes causas que originam problemas na embreagem, devidos particularmente a um uso inadequado do motorista. Vejam quais os pontos de maior incidência, assim como algumas dicas que ajudarão a melhorar a utilização e a vida útil da embreagem.

• Utilize o pedal da embreagem somente no momento da troca de marcha; quando o motorista descansa o pé sobre o pedal, isto provoca um aquecimento do sistema e um desgaste prematuro dos componentes;

• Nunca segure o veículo numa rampa utilizando a embreagem como freio; este hábito causa um desgaste excessivo do disco. Nestas situações utilize sempre o freio do veículo;

• Evite sempre ultrapassar a capacidade de carga especificada pelo fabricante do veículo, porque afetará o funcionamento da embreagem e diminuirá a vida útil da mesma;

• Evite sempre acionar e desacionar bruscamente a embreagem para aumentar o toque ou alterar a rotação do motor quando se encontrar em uma velocidade compatível;

• Não inicie bruscamente a marcha, evitando arrancadas bruscas;

• Nunca saia com o veículo em segunda marcha;

• Evite reduções bruscas de velocidade, freando ou desacelerando subitamente o motor.

 

Pedal Duro e Ruído:

Substituir o conjunto de embreagem não se trata apenas de retirar o platô, disco e rolamento usados e simplesmente colocar outros novos no lugar. Junto da embreagem existem vários componentes que se desgastam simultaneamente e, portanto não devem ser esquecidos.
Problemas de esforço excessivo de pedal e ruídos de acionamento, por exemplo, estão relacionados a componentes que formam o sistema de acionamento da embreagem.
Por esse motivo o aplicador profissional verifica todos os componentes envolvidos e os substitui sempre que necessário.
Fique atento aos principais causadores de pedal de embreagem dura e ruídos de acionamento:

• Desgaste ou deformação ao longo do tubo guia (moringa) – O desgaste do tubo poderá gerar o acionamento irregular do rolamento causando ruídos

• Desgaste nas hastes do garfo de acionamento – Num garfo em boas condições de uso, a área de contato com o rolamento deve estar arredondada.

 

Evitando Trepidações:

Grande parte dos problemas de trepidação em automóveis e caminhonetes equipados com platô de carcaça estampada (como por exemplo, os veículos VW 1.6 a 2.0), se deve ao aperto irregular na instalação ocasionando deformação da carcaça ou dos dedos da mola membrana.
Quando o platô está na condição livre (antes do aperto dos parafusos de fixação), sua placa de pressão está avançada, e recua forçadamente a medida que o mecânico aperta os parafusos.
Dependendo da força exercida e da seqüência de aperto dos parafusos, pode haver a deformação da carga de chapa, ou o desalinhamento dos dedos da mola membrana, provocando a trepidação da embreagem.
É fácil prevenir este defeito montando-se o platô acionado. Para isso, basta colocar um cabo metálico ou plástico entre a carcaça do platô e a mola membrana, o qual fará com que a placa de pressão recue, permitindo instalar o conjunto de embreagem mais facilmente. Recomenda-se utilizar um cabo de aço, como por exemplo, o “arame” de um cabo de embreagem.

 
 
Federação de Automobilismo de São Paulo
Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo
RPM Arrancada Motor Sport
Todos direitos reservados - Displatô Embreagens®
Home | Empresa | Produtos | Serviços | Contato | F.A.Q.